quinta-feira, 31 de março de 2011


Desabafo

O que mais me faz falta na atual loucura do dia a dia,
É poder sentar-me sob essa lua, sem preocupações,
Empunhando o violão... Deixar o amargor esvair-se...
Divagar entre canções... Aquietar o coração...
E sem pressa chegar à calmaria que tanto procuro durante os dias...
Contrariar tudo que penso e faço...
Contrariar tudo o que me fazem ser...
Deixar de lado todos os fardos, e manter apenas uma certeza em mente:
A de que em algum lugar, mesmo sendo em um fundo bem fundo, ainda sou gente.

Um comentário:

  1. Amarildo, isso não é um desabafo; é filosofia de vida, e aspirá-la.

    ResponderExcluir